FSBA promove diálogo dos saberes diversos envolvidos na perinatalidade

Publicado em 6 de maio de 2019.

A perinatalidade envolve muitas questões que não se restringem à psicologia, mas estendem-se ao direito, à sociologia, à pediatria, obstetrícia e tantas outras especialidades do campo da saúde e das ciências sociais. Por isso, a Faculdade Social da Bahia (FSBA) realizou no último dia 03 de maio, na Sala Maria Alice, o evento “A Perinatalidade no debate interdisciplinar”. Com a participação de diversas profissionais especialistas na área, a noite foi de muito aprendizado, troca e reflexões sobre a temática.

As doenças psíquicas da mãe, prematuridade, autismo, direito das mulheres gestantes e fatores genéticos e ambientais que influenciam na vida de bebês, pais e profissionais ligados a Perinatalidade foram alguns dos assuntos abordados na mesa-redonda, ministrada pela Dra. Fernanda Leal. Na oportunidade, a psicanalista e doutora em Família na Sociedade Contemporânea também fez o lançamento do seu livro “A tristeza comum da mãe: reflexões sobre o estado psíquico do pós-parto”.

Além de Fernanda Leal, que falou sobre a despatologização da vulnerabilidade materna no pós-parto, também estiveram presentes no evento: Dra. Licemary Lessa (médica obstetra do IPERBA), para tratar da importância do pré-natal; a advogada Bianca Alves, que falou sobre o direito e a perinatalidade em contextos de vulnerabilidade, como no caso das presidiárias; a psicóloga Sheyna Vasconcelos, que alertou sobre a importância do olhar interdisciplinar na UTI-Neonatal; a psicóloga do IPERBA, Andrea Diniz, palestrou sobre os riscos perinatais e o TEA – Transtorno Espectro Autista; e Vanessa Cavalcanti, historiadora e pós-doutora em Direitos Humanos e História Contemporânea pela Universidade de Salamanca (Espanha), que veio abordar a resistência e a luta das mães no contexto histórico. Este foi o principal objetivo do evento, dialogar com os saberes diversos envolvidos na perinatalidade.

Debater o complexo universo da vida humana e da estrutura familiar não é apenas enriquecedor para quem trabalha com família, crianças e pais, mas, sobretudo, fundamental para uma assistência de qualidade a essas pessoas. O advento de um bebê marca profundamente os entes envolvidos no processo, desde o desejo de ter uma criança, ou mesmo a ausência deste, ao processo de engravidar, o parto e os cuidados e circunstâncias que cercam um bebê. Toda a perinatalidade constitui-se em momento impar e de grande mobilização geral.

Você se interessou pelo assunto e deseja se especializar na área? A FSBA está com inscrições para a Pós-graduação em Psicologia Perinatal e Práticas Interdisciplinares. Ao todo, são 18 meses, com aulas presenciais um final de semana por mês. Invista em sua carreira e traga o mercado até você! Mais informações e inscrições no site da Faculdade.

Últimas Notícias